ספר יונה – o Livro de Jonas

yp

Durante o Serviço (culto) da tarde de Yom Kipur  nas Sinagogas ao redor do mundo, o Livro de Jonas (ספר יונה) é lido publicamente para despertar o coração dos congregantes, ‘ao clamor a D-us(Jonas 1:6).

 

No Midrash Pesikta está escrito uma parábola: “Israel disse a D-us:” “Ribono shel Olam (Mestre do Universo), se arrependermos, nos aceitará?” e D-us respondeu: “Se eu aceitei o arrependimento do povo de Nínive, como não aceitaria o seu”… Os nossos sábios, portanto, ensinam que a história de Yonah (Jonas) é recitada neste momento (Yom Kipur) para nos lembrar de que; ‘se D-us pode perdoar os ninivitas, assim ele pode perdoar-nos, também’

Como Jonas; primeiro devemos ser “engolidos” na consciência da nossa própria rebelião antes de perceber que estamos caídos, que estamos sem remédio fora da intervenção e libertação direta de D-us.

 

Começamos lá – “mortos na barriga do peixe” – e, posteriormente, somos ressuscitados pela misericórdia e graça (רחמים וחסד) de D-us.

Da mesma forma que primeiro vamos para o sacrifício do Cordeiro, e encontramos perdão, e nos é dado o poder da Ruach HaKodesh para seguir vivendo para D-us, segundo a verdade da Torá. Mas note que os imperativos do chamado “Novo Testamento” são direcionados para a nova percepção que nos foi dada por D-us, e não para a velha natureza que foi crucificada e aniquilada. Somos exortados a viver de acordo com a verdade da Torá, do que D-us fez por nós através do Moshia (מושיע), isto é o Salvador, Bendito seja o seu Nome.

Vale ressaltar que Yeshua (Baruch Shemo) mencionou o “sinal do profeta Jonas”, isto é, a ressureição miraculosa de Jonas (יונה) depois de ser sepultado no ventre do peixe por três dias e três noites, para autenticar a sua pretensão de ser o Redentor de Israel (גואל ישראל). “Assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim o Filho do Homem (בן אדם) estará três dias e três noites no ventre da terra(Mateus 12:40) .   “… Pois assim como Jonas foi um sinal (אוֹת) para os ninivitas, assim também o Filho do Homem (בן אדם) será um sinal (אוֹת) para esta geração(Lucas 11:29-30) .

Em outras palavras, a história de Jonas prenunciava também o sacrifício expiatório do Messias, isto é, a sua morte, sepultamento e, especialmente, sua milagrosa ressurreição no terceiro dia.

Assim como D-us trouxe Jonas de volta à vida depois de três dias e três noites do meio do Sheol  (lugar dos mortos), pois, Jonas morreu na barriga do grande peixe,  como está escrito; … Do meio do Sheol [מבטן שׂאול] gritei por socorro (Jonas 2:2-3). 

De mesmo modo à ressurreição de Yeshua de Nazaré (ישוע מנצרת) dos mortos iria reivindicar sua pretensão de ser o Salvador e Redentor     (מושיע וגואל) do Mundo. Desta forma, o “sinal de Jonas” e o trabalho sacrificial e expiatório do Messias (המשיח) como nosso Sumo Sacerdote em uma Nova Aliança estão conectados.

Considere que; de acordo com a nossa tradição judaica, Yonah ben Amitai ( יוֹנָה בֶן אֲמִתַּי ) – o Jonas era um estudante do profeta Eliseu , que era o aluno do profeta Elias … A mãe de Jonas era a viúva pobre do Líbano , que ofereceu Elias hospitalidade e seu último pedaço de pão. Quando seu filho Jonas depois inesperadamente morreu, Elias milagrosamente o reviveu (1 Reis 17:8-24 ) .

Um Midrash (comentário rabínico) ensina que Nínive foi chamada ao arrependimento com base no mérito de Asshur que se separou de Nimrod antes do tempo da grande rebelião (Genesis 10:22). Mais tarde, no entanto, Nínive foi, no entanto, destruída por Nabucodonosor II (c. 605 – 562 AC).

Em alusão a nossa vida, podemos despertar para; O El Elion (Todo-Poderoso) desperta uma tempestade furiosa, uma situação de extrema dificuldade, ‘Não para punir’, mas para agitar a alma de sua complacência, pois ‘Jonas tinha ido até a parte interna do navio… para dormir – se desligar’… “A alma está entorpecida”.  ‘Então, o capitão veio e disse-lhe: “Como você pode ficar aí dormindo? Levanta-te, e invocai o seu D-us”… A voz da consciência desperta de dentro…. “Qual é a sua ocupação?” “O que você fez com sua vida? Por que você está aqui? Por que você foi enviado?”

No momento da verdade a alma deve aquiescer… D-us também está aqui, e eu sou ninguém menos que seu próprio mensageiro. Minha vida tem um propósito. “Eu sou hebreu, e reverencio Adonay, o D-us que criou o universo, o D-us de Israel!”

Esta alusão é ensinada no Zohar; Jonas pegando o navio é um símbolo da alma do Ser Humano que desce a este mundo… O Ser Humano, então, está neste mundo  em um navio que está atravessando um grande oceano (Zohar – Yonah 198b).

Em concordância a isto sabemos que podemos encontrar o Criador de Tudo em todas as tempestades e bonanças deste oceano, … E se tudo foi dado ao Messias por D-us, e no Messias estamos, então nada devemos temer.

O livro do profeta Jonas (יונה הנביא) explica mais sobre os mistérios da Alma do que podemos imaginar.

3 Comments

  1. Ernani Alves de Moura said:

    Eu te enviei no seu e-mail uma explicação sobre o tema, na verdade Yeshua ressuscitou no sábado, shalom.

    26 de fevereiro de 2015
    • Pharisien said:

      no sábado a noite ou apos o por do sol do sábado, ou seja o primeiro dia da semana… ja temos estas explicações aqui postadas de acordo com o calendário judaico da época

      5 de março de 2015

Deixe uma resposta