וישלח. Vaishlach – E enviou

Home Fóruns Fórum Yeshua Chai Soando o Shofar וישלח. Vaishlach – E enviou

Este tópico contém 1 resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  sofer 7 anos, 4 meses atrás.

Visualizando 2 posts - 1 até 2 (de 2 do total)
  • Autor
    Posts
  • #24155

    sofer
    Participante

    וישלח.
    Vaishlach – E enviou

    Leitura publica para Sábado 10/12/11
    Parashá: Genesis 32:3 – 36:43
    Haftará: Obadias 1:1–21
    Brit Hadashá: Hebreus 11:11-20

    Rabi Tabyumi disse: ‘Quando Jacó nosso pai ainda estava na sua cama, iluminado pelo Espírito Santo ele disse: D-us estará com vocês (Genesis 48:21), significando que no futuro ele faria repousar sua Shechiná (Presença – Espírito Santo) entre eles (ShirR.1:56)

    Um antigo Midrash (comentário Rabínico) relata sobre a Shechiná (Presença de D-us, seu Espírito Santo neste caso): Disse o imperador a Raban Gamaliel: Você mantém que em cada dez pessoas a Shechiná repousa. Então, quantas ‘Shechinas’ existem?
    Raban Gamaliel chamou o servo e batendo no seu pescoço disse: ‘O sol entra na casa do imperador’?
    E ele respondeu: ‘o sol brilha para todo mundo’.
    Se o sol que é apenas um entre milhares de miríades dos servos do Santo, Bendito Seja, brilha para todo mundo, quanto mais a Shechiná (Espírito Santo) do HaKadosh Baruch Hú (Santo, Bendito Seja)! (San. 39ª)

    Como os Rabinos ensinam no Talmud: E de onde sabemos que mesmo uma só pessoa que se senta e estuda a Torá a Shechiná (Presença de D-us – Espírito Santo) está com ele? Pois está escrito: ‘Em todo o lugar que eu fizer lembrar o meu nome eu virei a ti e te abençoarei’ (Êxodo 20:21) (Brachot 6ª)

    מלאכים
    Os Mensageiros (Malachim, Ângelous)
    E mandou Ya’akov anjos para seu irmão Esaú, à terra de Seir, campo de Edom. Com essas palavras começa a Parashá desta semana.
    Mas há uma palavra no versículo que chama a nossa atenção: Os Mensageiros (Anjos) são chamados de Malachim. מלאכים

    Todos conhecem o famoso Midrash trazido pelo rabino medieval Rashi: que Ya’akov mandou anjos para visitar o seu irmão e não seres humanos, dando aos seres divinos a importante responsabilidade de preparar o terreno para a volta de Ya’akov a sua terra.
    Frente a esse comentário há de se lembrar da regra de ouro do Talmud: o texto nunca perde seu sentido literal. Quer dizer que todos os comentários tradicionais dos sábios de Israel vieram para acrescentar e revelar novos aspectos até então escondidos no texto, mas nunca para esvaziar o texto do seu sentido original.

    Está em Genesis 32:10 – 13,
    Eu, teu servo, não mereço toda a bondade e fidelidade com que me tens tratado. Quando atravessei o rio Jordão, eu tinha apenas um cajado e agora estou voltando com estes dois grupos de pessoas e animais. Ó SENHOR, eu te peço que me salves do meu irmão Esaú. Tenho medo de que ele venha e me mate e também as mulheres e as crianças. Lembra que prometeste que tudo me correria bem e que os meus descendentes seriam como a areia da praia, tantos que ninguém poderia contar. Naquela noite Jacó dormiu ali. Depois ele escolheu alguns dos seus animais para dar de presente a Esaú.

    Esaú está avançando com 400 homens para atacar Jacó. Em seu último encontro, Esaú quis morto seu irmão gêmeo Jacó, e Jacó não tinha nenhuma razão para acreditar que Esaú tinha mudado de idéia. Jacó fez três coisas para preparar-se para encontrar-se com Esaú:
    * Preparou-se para a batalha, separando seu povo em dois acampamentos
    * Orou a D-us para sua proteção
    * Ofereceu presentes para amenizar a raiva de Esaú

    Jacó confessou sua própria insignificância, e descansou na fundação da Aliança, da ordenação, e da promessa feita a ele por El Shaday (D-us todo poderoso) o EL (D-us) de Abraão e Isaque.

    Jacó pretendendo aproximar de Esaú na mesma maneira que um pagão tentaria aproximar de seu deus – com apaziguamento da ira.
    E Jacob ficou sozinho. Este é o lugar onde D-us o quis. E naquela noite, um homem veio em seu encontro e começou a lutar com ele.
    Nós não sabemos quando a “luta“ começou, mas o oponente de Jacó não era nenhum homem comum. Oseías 12:4 indica que o desconhecido era O Anjo do S-nhor (HaMalach Adonay).
    Ele lutou com O Anjo e venceu. Então chorou e pediu que O Anjo o abençoasse. D-us o encontrou em Beit-El e ali falou conosco. Oséias 12:4

    Davar Torá: baseado no livro Growth Through Torah, do rabino Zelig Pliskin
    Quando Ya’akov soube que seu irmão Esav estava vindo encontrá-lo, ele orou ao ETERNO para salvá-lo: ‘Salve-me da mão de meu irmão, da mão de Esav’ (Genesis 32:12).

    Por que a expressão “da mão” está repetida? A Torá não desperdiça palavras. Uma vez seria o suficiente!
    A razão pela qual as palavras “da mão” são repetidas é para nos ensinar que quando um irmão (consangüíneo ou não) se torna seu inimigo, ele se torna um inimigo muito mais perigoso que qualquer outro estranho.

    Tosafot um dos comentaristas do Talmud, no Tratado Taanit (20a), acrescenta que da mesma forma que um ex-amigo muito querido se torna o pior dos inimigos, quando dois inimigos que se tornam amigos, esta se torna a mais forte das amizades.
    Quando nós temos dificuldades em se relacionar com alguém, não pense que é só naquele momento que nós não nos gostamos e que isto será para sempre.
    Pelo contrário, se nós formos capazes de superarmos a animosidade entre nós e os outros, os antigos sentimentos negativos podem ser transformados em sentimentos extremamente positivos. Isto deveria servir de lição para nós fazermos as pazes com pessoas que discutiram conosco no passado.

    Lutar é um esporte antigo. Durante o primeiro século, os gladiadores esforçaram-se por suas vidas, não para avaliações da tevê.
    Na linguagem da época, o cinto de vitoria era chamado “agone,” e os lutadores eram chamados de antagonistas. Paulo usa esta ‘palavra – símbolo’ para descrever o trabalho da Oração do “líder” da comunidade e da sinagoga de Colossenses, Epaphras.
    Epafras, outro que é da congregação de vocês e é servo do Messias Yeshua, também manda saudações. Ele sempre ora com fervor por vocês. Ele pede a D-us que faça com que vocês sejam sempre firmes, espiritualmente maduros e prontos para cumprir tudo o que D-us quer.

    Paulo diz que Epaphras ora com FERVOR (É raiz da palavra agone) por eles. Esta mesma palavra pode ser aplicada a Jacó que lutou com o Anjo de Adonay toda a noite para obter uma benção.
    A palavra hebraica deste versículo nesta parashá, VaYêavêk Ish imo – E lutou um homem com ele a palavra Yêavêk significa levantar poeira em uma luta de força bruta.

    Em Genesis 32:25,
    Quando o homem viu que não podia vencer, deu um golpe na junta da coxa de Jacó, de modo que ela ficou fora do lugar.
    O “toque de D-us” pode ser doloroso no início, mas é parte do processo de cura da alma.
    Mais tarde na vida de Jacó, abençoando José e seus filhos com estas palavras Genesis 48:15-16:
    E abençoou a José, dizendo: O D-us em cuja presença andaram meus pais Abraão e Isaque, o D-us que me sustentou durante a minha vida até este dia, O Anjo que me tem livrado de todo mal, abençoe estes rapazes; seja neles chamado o meu nome e o nome de meus pais Abraão e Isaque; e cresçam em multidão no meio da terra.

    Este Anjo redimiu Jacó como ele mesmo disse, e Jacó também declara que ao ver este Anjo do S-nhor ele viu a face de D-us,
    Eu vi D-us face a face. ראיתי אלהים פנים אל פנים
    Àquele lugar chamou Jacó Peni’El, pois disse: Vi a D-us face a face, e a minha vida foi salva.
    Jacó nunca nomearia a o lugar de a ‘face de D-us’- PeniEL פניאל se ele tivesse visto vir um anjo regular, mas este Anjo do S-nhor que tem a “face” de D-us e detém o nome Adonay, é o próprio MASHIACH (Messias).

    Jacó transformou-se em Israel, que vem sob a autoridade de D-us. Uma força nova encontrada, Jacó com as palavras, Eu não deixarei ir a não ser que me abençoe Dizendo isto, Jacó transformou-se em Israel, o vencedor.
    Neste tempo, Jacó recebeu também um nome novo. O Anjo perguntou a Jacó, Qual é o teu nome, Jacó meramente respondeu Ya’ákov, (que segura no calcanhar) Então Jacó recebeu um nome novo – Israel – ישׁראל Príncipe de Elohim, o estigma do velho nome foi removido.
    Desta, nós aprendemos “D-us ajuda àqueles que se ajudam”
    Jacó NUNCA tão fortemente orou quanto desta vez. Confessou sua própria limitação. Descansou na promessa da Aliança na qual D-us fizera com ele e seus pais.
    Em Genesis 32:9 – 12,
    Disse mais Jacó: o Deus de meu pai Abraão, Deus de meu pai Isaque, ó Senhor, que me disseste: Volta para a tua terra, e para a tua parentela, e eu te farei bem! Não sou digno da menor de todas as tuas beneficências e de toda a fidelidade que tens usado para com teu servo; porque com o meu cajado passei este Jordão, e agora volto em dois bandos. Livra-me, peço-te, da mão de meu irmão, da mão de Esaú, porque eu o temo; acaso não venha ele matar-me, e a mãe com os filhos. Pois tu mesmo disseste: Certamente te farei bem, e farei a tua descendência como a areia do mar, que pela multidão não se pode contar.

    A oração é um dos processos no qual você usa para desenvolver um relacionamento com D-us. Jacó recorda à bondade de Adonay, e listas as maneiras que floresceu e prosperou desde que saiu da casa de seu pai Isaque. Neste ponto, Jacó apela para compaixão de D-us,
    Adonay El Rachum v’Chanun.
    Sim, Adonay e um D-us misericordioso e bondoso esta é a apelação de Jacó está também nas escrituras no Êxodo 32:11 – 13, Josué 7:6-9, e de um Neemias 1:5-11.
    Sim temos um D-us: ADONAY ADONAY EL RACHUM ve’CHANÚN ÉRECH-APÁYIM VERAV-CHÉSED EMET.
    Adonay, Adonay, D-us misericordioso e bondoso, tardio em irar-se e grande em graça e verdade Êxodo 34:6

    Porque a Tora foi dada por intermédio de Moshé; e a Chesed (graça) e a Emet (verdade) por intermédio de Yeshua HaMashiach. Ninguém jamais viu a Elohim (D-us). O seu unigênito (ben Yachid), que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer. (João 1:17-18)

    Matan Torah (a dádiva da Torá)
    A Torá foi dada por D-us através de Moises como podemos ver em êxodos 31:18, 34:28 e Deuteronômio 32:46
    Chesed e Emet (graça e verdade)
    Podemos ver a graça e a verdade sendo trazidas ao monte Sinai ao mesmo tempo em que a Torá (“lei”) estava sendo oficializada ao povo de Israel, Vemos que a presença Divina do Filho que detém o nome de Adonay, passa por Moises declamando a Chesed (graça) e a Emet (verdade) como podemos ver em Êxodos 34:5-6
    Adonay desceu numa nuvem e, pondo-se ali junto a ele, proclamou em nome de Adonay. Tendo Adonay passado perante Moisés, proclamou: Adonay, Adonay, D-us misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em Chesed (Graça) e Emet (verdade);

    O Messias – Adonay Katan (O filho a imagem do Pai) desceu numa nuvem e, pondo-se ali junto a ele, proclamou o nome Adonay. (o Nome do Pai, o qual ele detém)
    Tendo Adonay (o filho, que é a imagem do Pai) passado perante Moisés, proclamou: Adonay, Adonay, Deus misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em Chesed (חסד Graça) e Emet (אמת verdade);

    Podemos ver também está comparação de Graça e verdade nos salmos 25:10 Todas os caminhos de Adonay são (Graça) Chesed e (verdade) Emet para aqueles que guardam o sua Aliança e os seus testemunhos.
    Ou Salmos 40:11 – Não me negues a tua misericórdia, Adonay; pois a tua Chesed (graça) e a tua Emet (verdade) sempre me protejam. não escondi da grande congregação (Kahal – Ekklesia) a tua Graça (sua Chesed) e a tua verdade (sua Emet).
    Ou Salmos 85:11 A Graça (Chesed) e a verdade (Emet) se encontraram; a justiça e a paz se beijaram.
    Temos também que levar em conta o que está escrito em Provérbios 30;4 Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Mas amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu FILHO? Certamente o sabes!

    Yeshua, em Marcos 11:22 – 23 está citando Zacarias 4:6 – 7.
    Respondeu-lhes Jesus: Tende fé em D-us.
    Em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte:
    Ergue-te e lança-te no mar; e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, assim lhe será feito…
    Em Zacarias 4:6-7,
    Ele me respondeu, dizendo: Esta é a palavra do S-nhor a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por poder, mas pelo meu Ruach (Sopro-Espírito), diz o S-nhor dos exércitos. Quem és tu, ó monte grande? Diante de Zorobabel tornará uma campina; e ele trará a (האבן הראשׂה) pedra angular com aclamações: ( חן לה ) Chen , Chen (Graça, graça) a ela.

    A fonte de poder da Oração é fé (e fidelidade na sua Torá).

    Em 1ºJoão 5:14,
    “E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.
    Temos que estar conectados na sua Torá.
    Esta em João 15:7, Se vocês forem fieis a mim, e as minhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem.
    Considere este isto na escritura: Provérbios 28:9, O que desvia os seus ouvidos de ouvir a Torá (lei), até a sua oração será abominável.

    A Experiência através da aprendizagem
    Como peregrino morei com Labão. (Genesis – 32:5)
    Por que é que o mundo secular parece ter muito sucesso sempre brilhando por ai atraindo multidões, enquanto o mundo do Reino de D-us parece dormir como um pedinte em um casaco velho?

    O rabino medieval Rashi (1040-1105 França) assinala que o equivalente numérico da palavra ‘morei’ é 613, o mesmo número de Mitzvot (mandamentos) da Torá e isto “foi uma dica de Jacó para seu irmão Esaú, que, apesar de seu estreito contacto com Labão nos últimos 20 anos, ele não absorveu as maneiras perversas e mesquinhas de seu tio Labão.”
    O rabino Rashi também nos explica que: Ya’acov (Jacó), nunca se tornou corrompido como Labão. Mas também podemos tomar uma lição desta interpretação. Tal como:
    “Jacó dizia também para Esaú,” você não precisa se preocupar comigo; eu sou não tão tzadik (justo). Verdade, embora cumprisse as Mitzvot (mandamentos da Torá) apesar de que vivi com Labão por uns 22 anos, não aprendi uma lição importante dele, o seu entusiasmo e perseverança, notei isto no entusiasmo e perseverança com que ele exercia com as coisas do mundo e para com tudo o que é mau e mesquinho. Talvez se fizermos e cumprirmos os mandamentos (Mitzvot) e a vontade de D-us com tanto zelo e entusiasmo e perseverança como as pessoas do mundo secular persegue os prazeres deste mundo, com certeza seriamos bem sucedidos como eles.
    Considere Lucas 16:1-9
    E Yeshua disse: – As pessoas deste mundo são muito mais sagazes nos seus negócios do que os filhos da luz.

    Obadias sobre Edom
    Em Obadias podemos ver que a inimizade que haveria entre os descendentes de Jacó e de Esaú (Edom) que se tornaram algumas nações que circunvizinharam Israel (Edom é o nome simbólico para Roma e o Cristianismo) e perseguiram e mataram os judeus por toda historia. Mas de qualquer forma Obadias profetiza contra a nação de Edom por terem se juntado a Babilônia para destruir Jerusalém e o primeiro templo 586 A/C e levar Israel cativo. Que também alude a Roma e o resto do mundo secular inimigo ferrenho de Israel. Mas Adonay através do Messias estabelecera seu reino em Jerusalém (Zion) sobre todo o mundo.
    Salvadores, vitoriosos, subiram o monte Sião (Har Tzion) e dali governará o povo de Edom (o resto do mundo). E Adonay será O Rei
    Obadias 1:21
    Isto implica que um dia de Jerusalém o Messias governará toda a terra.

    Obs: o Profeta Obadias era um gentio converso ao judaísmo.

    #24751

    sofer
    Participante

    up

Visualizando 2 posts - 1 até 2 (de 2 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.