חַיִּים Chayim – A Vida e o Messias

Home Fóruns Fórum Yeshua Chai Yeshua חַיִּים Chayim – A Vida e o Messias

Este tópico contém 0 resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  sofer 7 anos, 4 meses atrás.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #24586

    sofer
    Participante

    חַיִּים
    Chayim
    Vida
    No Hebraico a língua da Bíblia, a palavra hebraica para ‘vida’ é cHayim lê-se rraiim (חַיִּים), que é escrita no plural implicando que cada pessoa potencialmente contém um “universo de vidas” dentro dele ou dela.
    Sua alma é uma unidade que contém uma multiplicidade de mudanças, e que ainda continua a ser uma identidade distinta.

    A palavra vida (Hayim) também é escrita no plural para indicar que a vida não pode ser vivida sozinha… (todos precisamos um do outro)
    Incorporado dentro da própria palavra Hayim (חַיִּים) estão duas letras Yud consecutivas (יי), que representam a unidade na pluralidade.

    Por conseguinte, Adonay é chamado de Elohim Hayim (אֱלהִים חַיִּים), ‘O D-us Vivo’ e nossa vida só vem através da nossa União com ELE.

    A palavra hebraica Hayim (Vida) vem a partir da palavra Hay (חי), ‘vivo’ que combinada com a partícula hebraica im (אם), “se”, sugere que estar vivo depende da nossa União com D-us na verdade. Quem crê no Messias tem a vida eterna (חַיֵּי עוֹלָם) – (João 3:36). Vida e paz, portanto, estão indissoluvelmente ligados e aqueles que se recusam a crer no Messias, O Príncipe da paz (שַׂר־שָׁלוֹם), assim, separaram-se da unidade com D-us. (1º João 5:12).

    A Vida com Hashem (D-us) é tal que ela nunca é diminuída, mas em vez disso cresce e multiplica de forma milagrosa. Isso é aludido pela palavra hebraica para amor (ou seja, Ahavah: אהבה), cujo a gematria é treze (1++ 5++ 2++ 5 = 13), mas quando compartilhado com o outro é multiplicado: 13 x 2 = 26 – o mesmo valor para o nome sagrado de D-us (יהוה), isto é, (10++ 5++ 6++ 5 = 26). O amor de D-us dado através de seu Messias e Filho Yeshua é a própria vida do universo…

    Note: Fisicamente, quando Caim assassinou seu irmão Abel, está escrito: ‘a voz dos gritos de sangues (דמי)-(no plural) do seu irmão clamam da terra’ (Genesis 4:10), indicando que os descendentes de Abel clamaram também.
    À luz do Talmud, nossos sábios afirmaram: ‘quem destrói uma vida, ele é considerado como se ele destruiu todo um mundo; e quem salva uma vida, é como se ele salva um mundo inteiro’ (Talmud; Sanhedrin 37).

    A Torah (bíblia) começa com a letra hebraica Beit (בּ), (Genesis 1:1) que representa e equivale ao número 2, porque D-us não criou um mundo, mas pluralidade de mundos.

    Há o Reino deste mundo, chamado de Olam haZeh (עוֹלָם הַזֶּה), e há o Reino do mundo por vir, chamado de Olam haBah (עוֹלָם הַבָּא).
    A letra Beit representa, portanto, uma casa dupla (בַּיִת)-a “casa” da criação física e a “casa” ‘da realidade dos mundos celestiais’.

    A letra Beit (בּ) propriamente dita é formada a partir de três letras Vav (ו), que somam 18, o mesmo valor para a palavra Hay (חי), ou seja ‘Vivo’.
    Nós somos estranhos e visitantes aqui. A vida neste mundo presente é comparada ao andar em um corredor que leva ao mundo seguinte. Nós devemos viver nossas vidas na consciência da nossa Vida Eterna do mundo por vir (na ressurreição): Como ensinam os nossos sábios no Talmud: ‘Saiba da onde você veio e para onde você vai e diante de quem você destina-se a estar para prestar conta da sua vida’ (Talmud: Pirkei Avot 3:1).

    אֵלֶיךָ נָשָׂאתִי אֶת־עֵינַי הַיּשְׁבִי בַּשָּׁמָיִם
    A ti levanto os meus olhos, ó tu que estás entronizado nos céus. (Salmo 123:1)

    Podemos levantar nossos olhos porque intuitivamente entendemos que Hashem (D-us) é exaltado e soberano sobre todas as coisas, incluindo o curso do mundo natural e os assuntos do Olam haZeh (este Sistema Presente).
    O Olhos fitando os Céus são enchidos com a esperança da intervenção de D-us enquanto nós fazemos o nosso caminho através dos vales sombrios e pelos caminhos da vida neste mundo (Sistema).

    Nós ansiamos por D-us e seu livramento… Observe no versículo acima que a ortografia para a palavra hebraica haYoshevi (הַיּשְׁבִי) –‘entronizado’, é errada ou no mínimo incomum, já que ele contém uma letra Yud (י) sufixo. A grafia normal seria simplesmente haYoshev (הַיּשֵׁב).
    A letra Yud extra no final, é a menor das letras hebraicas, representa o coração da oração. Ou seja, D-us é entronizado “para mim”, ou seja, dentro do meu coração; Ó Hashem (D-us), coloque Seu Espírito (י) dentro de mim quando eu olhar para Ti em oração!

    O Salmo continua sobre as dificuldades do exílio nesta Era Presente: ‘ Haneinu Adonay haneinu – Tem piedade de nós, Ó S-nhor, tem piedade de nós’ (חָנֵּנוּ יְהוָה חָנֵּנוּ): – (Salmo 123:2-3). Da mesma forma que procuramos a D-us pelo nosso livramento nesse mundo mal, também pedimos fervorosamente ao Messias para voltar em breve para estabelecer seu Reino em nosso meio…

    Shabat Shalom …

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.