10 de Tevet

Home Fóruns Fórum Yeshua Chai Soando o Shofar 10 de Tevet

Este tópico contém 1 resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  sofer 7 anos, 3 meses atrás.

Visualizando 2 posts - 1 até 2 (de 2 do total)
  • Autor
    Posts
  • #24227

    sofer
    Participante

    לםרבה המשרה ולשלום אין-קץ /
    Ele estenderá o seu domínio, e haverá Shalom sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, estabelecido e mantido com justiça e retidão, desde agora e para sempre. O zelo de Adonay Tzavot fará isso. Isaías 9:7.

    O alfabeto hebraico tem duas formas para a letra ‘Mem’. Um é aberto מ (Mem) e é usado no início ou no meio de uma palavra e outra ם (Mem no final) é usado quando a letra aparece no final da palavra.
    מ (letra Mem aberto) – ם (letra Mem no final – fechado)

    A letra hebraica Mem é a primeira letra da palavra hebraica Mashiach (Messias – משיח). É também a primeira letra da palavra hebraica Moises – Moshe (משה).
    Messias – משיח – Moises – משה

    A Torá é, principalmente, aberta para que todos possam estudar. No entanto, de acordo com a tradição judaica as difíceis porções da Torá serão explicadas somente pelo Mashiach. Isso é o que levou alguns sábios rabinos concluir que a forma aberta da letra Mem (מ) é usada para descrever partes da Torá que estão abertos e a forma final ou fechada da letra Mem (ם) para descrever aquelas passagens muito difícil de compreender.
    Yeshua HaMashiach Rabeinu (Jesus o Messias nosso Mestre), fará palavra da HaShem (D-us) ser entendida. Ele disse que a Torá, profetas e escritos falam claramente sobre Ele. João 5:39.

    A Letra hebraica Mem, significa ‘água’ (Mayim) simboliza a fonte da sabedoria divina da Torá. A letra Mem é a décima terceira letra do alfabeto hebraico. A letra Mem é equivalente a 40 (quarenta). A letra Mem fechada (ם), final representa também a era de Mashiach (Messiânica – o Milênio) tal como explicado na tradição judaica.

    A Profecia messiânica encontrada em Isaias 9:6 (7) mostra de uma maneira incrível como a letra ‘Mem final’ (לםרבה) é usada para descrever Melech HaMashiach (O Rei Messias) e como seria a sua aparição para este mundo.

    Como referimos a letra ‘Mem fechada’ (ם), sempre são usadas no final das palavras.
    A exceção a essa regra é encontrada somente em Isaias 9:6 (7) no meio da primeira palavra, a palavra é לםרבה / L’Marbe (aumentar – estender).
    (lembre-se a Torá e as escrituras hebraicas – ‘VT’ têm sido escritas pelos escribas judeus meticulosamente deste a época de Moises)

    Isso indica (de acordo com a tradição judaica) um aumento no governo do Mashiach (Messias).
    Normalmente (como qualquer estudante de hebraico teria aprendido), a Letra ‘Mem final’ (ם) está sempre no final de uma palavra, ou seja, neste caso a letra ‘Mem Final’ desafia as regras da gramática hebraica.

    No Zohar (‘livros’ – comentários místicos da Torá), ensina que esta letra ‘Mem fechada’ (ם) refere ao fato de que O Messias nasceria de um ventre’ fechado’, ou seja, de uma virgem.

    Em uma oração composta pelo Reb Nosson (1780-1844 Ucrânia) oração tradicional (do movimento Breslov) chamada ‘Likutei Tefilot’, diz: ‘Abra as portas do parto para ela e em sua grande misericórdia, abra o ‘Mem fechado’ (ם) de seu ventre’…

    Com isto podemos aprender duas coisas. Um, é bíblico (e dentro da própria tradição judaica) acreditar que O Mashiach (O Messias) iria nascer de um ventre fechado, ou seja, através de uma virgem, sem contato com um homem.

    Dois, que o Reino do Mashiach (Messias) será M’Olam, o que significa que será para sempre, (de mundo a mundos…) sim, vai expandir, estender …, trará um Shalom eterno.

    O jejum do quarto mês [17º de Tamuz] e o jejum do quinto (9º de Av), e o jejum do sétimo (3º de Tshrei – Gedalia), e o jejum do décimo [10º de Tevet – cerco de Jerusalém] serão para a Casa de Yehuda júbilo, felicidade e dias festivos. (Zacarias. 8-19).
    Asará B’Tevet (עשרה בטבת) significa ‘10º de Tevet’, que é a data tradicional que lembra o início do ataque de Nabucodonosor contra Jerusalém (em 587 A/C.) que levou à destruição do 1º Templo e o eventual exílio do povo judeu para a Babilônia.

    Judeus religiosos e ortodoxos, ultra ortodoxos observam esta data como um “pequeno” jejum (ou seja, observado do nascer ao pôr do sol) para lembrar a tragédia.
    Este ano Asará B’Tevet (10º Tevet) cairá na quinta-feira, 5 de Janeiro.

    Em Israel, Asará B’Tevet (10º Tevet) também marca o dia que o Kadish (oração – louvor judaico) é recitado para pessoas cuja data ou local da morte são desconhecidas. Isso resultou em um dia de luto para muitos judeus que morreram durante o Holocausto.
    Nas Sinagogas os serviços religiosos (cultos) neste dia normalmente incluem orações de arrependimento (Selichot) e a porção da Torá recorda a história da idolatria do bezerro de ouro (Êxodo 32:11-34:10).
    Um Judeu (crente em Yeshua) estudioso chamado Alfred Edersheim (1825 –1889 Áustria) escreveu que um antigo documento de origem aramaico chamado ‘O livro do jejuns’ (ou seja, Megilat Ta’anit: מְגִילַת תַעֲנִית), que incluía um comentário adicional em Hebraico medieval (chamado scholium), que referir a 9 de Tevet como o dia do aparecimento de Yeshua.

    #24776

    sofer
    Participante

    up

Visualizando 2 posts - 1 até 2 (de 2 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.