Desabafo!

Este tópico contém 4 respostas, possui 3 vozes e foi atualizado pela última vez por  haTalmid 7 anos, 1 mês atrás.

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)
  • Autor
    Posts
  • #24539

    Anônimo

    pessoal, shalom.

    Eu fico muito feliz em ver notícias como as do rab.kaduri. E estou a algum tempo desejando ler kosher jesus do rabino boteach. Meu coração se alegra muito em ver q o Eterno está movendo seu povo, e movendo as nações rumo ao esclarecimento.

    Mas essa semana, estou muito triste com algo que me aconteceu. Já faz um ano e meio que acompanho os estudos e as parashás de uma congregação judaico messianica, online, somente pela internet.

    Essa semana, após muita conversa ao longo de tantos meses, consegui convencer minha esposa que me acompanhasse para uma visita na congregação. Me parece que ela gostou, não fez objeção alguma em retornar comigo futuramente.

    Mas o restante da família, fez grande oposição, e inclusive meu sogro, censurou-me veementemente, chamando as orações e rezas em hebraico inclusive de “espiritismo”. Nossa origem é presbiteriana.

    Não respondi porque respeito minha esposa e ele também, mas estou muito triste com isso. A igreja desconhece e censura qualquer pessoa que queira se restaurar.

    Não sei direito o q fazer.
    Desabafo. Obrigado!

    #24547

    Shalom! De onde voce é Jota?

    Seu post por algum motivo ficou sem categoria e não aparecia corretamente no site, impossibilitando respostas.

    Bem, qual efetivamente é a sua motivação de ir na sinagoga?

    Este livro Jesus Kosher ainda não tem lançamento previsto no Brasil, apenas há a edição em ingles.

    Quanto a objeção de sua família, tome isto de uma natural. Nem todos entenderão mesmo.

    #24585

    Anônimo

    Tenho estudado muito a respeito da escritura, e já a um ano e poucos meses, percebi o quanto preciso crescer em conhecimento, e prática da palavra. Meu intuito é me aproximar cada vez mais do aspecto original do Messias, e israel. Apesar de ter descendência marrana, creio que devo me aproximar desse chamado, independente de alguma parte judia ou não. Quero aprender mais e mais da torá, que a cada dia que passa, me abre mais os olhos para a vida espiritual sadia no Messias.

    Eu vou aos States mês que vem, e pretendo comprar um exemplar. Sei que o rabino boteach vai bater na tecla de que os discípulos de Yeshua mudaram a torá em vários aspectos, mas acho muito importante ler esse livro, e aprender algo do ponto de vista dos ortodoxos/reformados a respeito de Yeshua. Está havendo uma aproximação de judeus e cristãos no mundo. Graças a Deus!

    Sou de BH Magno. Estou percebendo que isto é mesmo natural, sei que esse post foi de certa forma “banal”.. tomei a liberdade porque a gente sofre né… hehe

    #24587

    Shalom JTJota, não achei nada banal. Apenas curiosidade.

    Sim, leia com uma abordagem madura o livro do Boteach, será muito bom. Apenas tenha atenção para não perder o foco. O fim da lei é Cristo! 😀

    #24681

    haTalmid
    Participante

    Shalom JTJota!

    Irmão, sei perfeitamente pelo que você está passando! Quando conheci o judaísmo messiânico, foi como disse o rabino Isaac Lichtenstein quando descobriu a Brit Chadashá: “…Tudo pareceu tão novo, e ainda me fez bem, como a visão de um velho amigo que sacudiu a sua poeira, de suas roupas de viagem e aparece em trajes festivos, como um noivo em trajes matrimoniais, ou uma noiva adornada com suas jóias.

    Porém isso aconteceu apenas para mim. Nem minha esposa aceitava, nem a minha família, me julgavam, me condenavam, me chamavam das piores coisas. Deixaram de ouvir o que eu tinha a dizer (ao contrário do que faziam antes). Fui a primeira vez à sinagoga messiânica com a minha esposa, e nem preciso dizer que ela detestou, viu defeito em tudo, e não quis saber mais de ir (foi por muita insistência minha mais umas 2 vezes em um período de um pouco mais de um ano).

    Por providência de haShem, eu deixei alguns livros meus na casa da minha mãe, e no meio desses livros tinha alguns do Rabino Marcelo Miranda. Minha mãe secretamente os leu, entendeu o que é o judaísmo messiânico, e hoje quando vou à sinagoga (infelizmente eu dei uma esfriada, mas voltei a frequentar esporadicamente pois me mudei para longe) ela sempre pergunta se pode ir junto. Me casei novamente e Baruch haShem minha nova esposa gostou muito do serviço judaico realizado na sinagoga e me apóia bastante.

    Minhas irmãs quando viram que a minha mãe aderiu e concordou com o JM também se tornaram mais receptivas, e já me pediram perdão pelas ofensas e perseguições.

    “Chazak, chazak, chazak, venitchazek!!!” (Força, força, força, e seremos fortalecidos!!!)

    Shalom

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.