Frutos a 30, 60 e 100

Home Fóruns Fórum Yeshua Chai Yeshua Frutos a 30, 60 e 100

Este tópico contém resposta, possui 2 vozes e foi atualizado pela última vez por  Alexandre Oliveira Rangel 7 anos, 5 meses atrás.

Visualizando 2 posts - 1 até 2 (de 2 do total)
  • Autor
    Posts
  • #23870

    Shalom amados! Vou inaugurar o novo Fórum com esta mensagem, que foi a última que postei no fórum antigo.

    Sempre me perguntava sobre esta passagem:

    Marcos 4:20 E os que recebem a semente em boa terra são os que ouvem a palavra, e a recebem, e dão fruto, um, a trinta, outro, a sessenta, e outro, a cem, por um.

    Além de Marcos, Mateus e Lucas também citam esta parábola dita por Yeshua.

    Porém, não o sentido alegórico, que é bastante claro, mas sendo específico: por quê a 30, a 60 e 100? Sempre desconfiei destes números, até que este fim de semana estava brincando numa planilha com a série de Fibonacci (Leonardo Fibonacci) quando me deparei com uma sequencia derivada que meio que fiz sem querer.

    A famosa sequencia Fibonacci é uma serie sequencial de números, onde o próximo valor da série é a soma dos dois anteriores. Desconsiderando o 0, e iniciando-se exatamente no 1, teremos a seguinte lista (eu fiz até o quarenta, mas aqui vou mostrar até o número 12, que “estranhamente” foi onde verifiquei algumas coisas. Vejam a sequencia:

     Code: arbitrary (select
    1.
    2.
    3.
    4.
    5.
    6.
    7.
    8.
    9.
    10.
    11.
    12.
    13.

    Ordem(i) Fibonacci (Fi)
    01         1
    02         1
    03         2
    04         3
    05         5
    06         8
    07         13
    08         21
    09         34
    10         55
    11         89
    12         144

    Deduzi esta simples equação:

    s = ( Fi / Fi[i+1] ) * Fi + ( Fi / i )

    onde, s chamo de semente, por motivos óbvios. Fi é o valor calculado da série, conforme a tabela e i é o indice (ordem).

    Para quem esta por dentro, a série de Fibonacci possui várias coisas muito interessantes, uma delas é chamada de Número de Ouro, que é 0.618, que simplesmente é a divisão de um valor da série pelo seu proximo, e a partir do número 9 esta série tende a equilibrar-se neste valor.

    O valor da série quando a ordem é 12, temos o numero 144. Isto por si só, para nós que cremos na Criação Divina e consequentemente sua “assinatura” estando presente nos elementos da natureza, sabemos que a relação entre o número 144 e o número 12 vai além de que a 12 é a raiz quadrada de 144. Em apocalipse falamos dos 144 mil, das doze tribos e por aí vai.

    E a semente? Observando inicialmente que 144 estava para o decimo segundo número (desconsiderando zero), verifico que a minha fórmula simples, acima, demostrava que nesta casa (12), o valor de s era de 100,99570. Olhei para a casa 11 e 10 e os números eram, respectivamente: 63,0978 e 39,48876. Naturalmente na hora mesmo não percebi nada; mais tarde, vendo novamente a planilha observei que as dezenas 30, 60 e 100 estavam ali! É facil pensar que 39,48 está mais para 40 do que para 30, mas ainda é 30.

    Yeshua fala em parábolas sobre a pessoa que é como uma semente plantada em boa terra, que geraria frutos nestas proporções. Estas são justamente as proporções divinas. Tão interessante é a relação dos números da parábolas com a série de Fibonacci que também podem ser vistos na organização das sementes na coroa das flores. Sabe-se que os números de Fibonacci ligam-se facilmente à natureza. É possível encontrá-los no arranjo das folhas do ramo de uma planta, nas copas das árvores ou até mesmo no número de pétalas das flores. Podemos também encontrar a espiral de Fibonacci nas sementes das flores, em frutos e pinhas.

    Não deve ser por acaso que Yeshua liga estes números as sementes e a produção dos frutos.

    Ainda há muito sobre o que podíamos falar, escondido após as vírgulas, mas por enquanto é isto.

    #23902

    Magno

    De acordo com a Halacha, quando uma criança judia atinge a sua maturidade (aos 12 anos de idade, mais um dia para as meninas; e aos 13 anos e um dia para os rapazes), passa a tornar-se responsável pelos seus atos. E é chamado a fazer sua primeira Aliah. Para sustentar – por si mesma – a Palavra.

    Lembre-se disso! Um novo período se descortina! Novos desafios se apresentarão!! Afinal, o site (e também o fórum) passam a ter palavras próprias (e definitivas, perante Hashem).

    Que os moderadores e administradores do Fórum permaneçam iluminados para continuar e ampliar suas responsabilidades.

    Parabéns!
    Mazal Tov!

    Alexandre Rangel

Visualizando 2 posts - 1 até 2 (de 2 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.