Os Judeus asquenazitas e sobrenomes

Home Fóruns Fórum Yeshua Chai Eretz Israel Os Judeus asquenazitas e sobrenomes

Este tópico contém 0 resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  sofer 5 anos, 3 meses atrás.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #24890

    sofer
    Participante

    Os Judeus asquenazitas estavam entre os últimos europeus a usarem sobrenomes.
    Alguns judeus de língua alemã começaram a usar sobrenomes no começo do século 17, mas a esmagadora maioria dos judeus que vivia na Europa Oriental não usavam sobrenomes até serem compelidos a fazê-lo. O processo começou no Império Austro- Húngaro em 1787 e terminou na Rússia czarista em 1844.

    Na tentativa de construir modernos ‘Estado-nação’, as autoridades insistiram que os judeus adotassem sobrenomes, para que pudessem ser tributados, contabilizados, e educados (nessa ordem de importância).

    Durante séculos, os líderes comunitários judeus foram responsáveis pela coleta de impostos da população judaica em nome do governo e, em alguns casos, foram responsáveis pelo preenchimento dos projetos de quotas. Educação era tradicionalmente um caso judaico interno.

    Até esse período, os sobrenomes usados pelos judeus asquenazitas em geral mudavam com cada geração. Por exemplo, se Moisés, filho de Mendel (Moishe ben Mendel) casou-se com Sarah filha de Rebeca (Sora bas Rifke), e se eles tivessem um menino e derem o nome de Samuel (Shmuel), o menino seria chamado Shmuel ben Moishe . Se eles tiveram uma menina e derem o nome de Feygele, ela seria chamada Feygele bas Sora.

    Muitos Judeus desconfiavam das autoridades e resistiram por muito tempo da nova exigência de adotarem sobrenomes.

    Apesar de terem sido forçados a usarem sobrenomes, a princípio eles eram usados apenas para fins oficiais. Entre si, eles mantiveram seus nomes tradicionais. Com o tempo, os judeus asquenazitas aceitaram os sobrenomes, que eram essenciais para os judeus que procuravam avançar dentro da sociedade em geral e, com os shtetles (vilas judaicas) sendo transformadas ou deixadas para se seguir vivendo nas grandes cidades.

    A maneira mais fácil para os judeus assumirem um sobrenome oficial foi adaptar o nome que já tinham, tornando-o permanente. Isso explica o uso de “patronímicos” e ” matronímicos”. (filho/filha de …)

    Em iídiche ou alemão, “filho” seria indicado por “son” ou “Sohn” ou “er”. Na maioria das línguas eslavas, como a polonesa ou russa, que seria “wich” ou “Witz”.

    Por exemplo: O filho de Mendel tomou o sobrenome Mendelsohn, o filho de Abraão tornou-se Abramson ou Avromovitch, o filho de Menashe tornou Manishewitz, o filho de Isaque tornou Itskowitz, o filho de Berl tomou o nome Berliner, o filho de Kesl levou o nome Kessler, e assim por diante.

    Refletindo a proeminência de mulheres judias no mundo dos negócios, algumas famílias fizeram sobrenomes a partir dos primeiros nomes de mulheres: Chaiken – filho de Chaikeh; Edelman – marido de Edel; Gittelman – marido de Gitl; Glick ou Gluck – pode derivar de Glickl, um popular nome de mulher encontrado no famoso “Glickl of Hameln”, cujo livro de memórias, foi escrito por volta de 1690, é um dos primeiros exemplos de literatura iídiche.

    Gold / Goldman / Gulden são derivados de Golda; Malkov de Malke; Perlman – marido de Perl; Rivken – pode derivar de Rivke; Soronsohn – filho de Sarah.

    A próxima fonte mais comum de sobrenomes asquenazitas é provavelmente o de lugares. Os Judeus usavam a cidade ou região onde viviam, ou de onde suas famílias vieram, como seu sobrenome. Como resultado, as origens germânicas da maioria dos judeus do Leste Europeu refletem em seus sobrenomes.

    Por exemplo, Asch é um acrônimo para as cidades de Aisenshtadt ou Altshul ou Amshterdam. Outros nomes judeus asquenazitas de base local incluem: Auerbach / Orbach; Bacharach; Berger (genérico para cidadão);
    Berg (homem/cidadão), ou seja, a partir de um lugar montanhoso;
    Bayer – da Baviera; Bamberger; Berliner, Berlinsky – de Berlim;
    Bloch (estrangeiro); Brandeis; Breslau; Brodsky; Brody; Danziger; Deutch / Deutscher – Alemão;
    Dorf (homem), ou seja, aldeão;
    Eisenberg; Epstein; Florsheim; Frankel – da região de Franconia da Alemanha; Frankfurter;
    Ginsberg; Gordon – de Grodno, Lituânia ou a partir da Gorodin palavra russa, para cidadão;
    Greenberg; Halperin – de Helbronn, Alemanha;
    Hammerstein; Heller – de Halle, na Alemanha, Hollander – e não da Holanda, mas a partir de uma cidade na Lituânia colonizada por holandeses;
    Horowitz, Hurwich, Gurevitch – a partir de Horovice na Boêmia; Koenigsberg; Krakauer – de Cracóvia, na Polônia;
    Landau; Lipsky – de Leipzig, na Alemanha, Litwak – da Lituânia; Minsky – a partir de Minsk, Bielorrússia; Mintz- de Mainz, na Alemanha, Oppenheimer; Ostreicher – da Áustria;
    Pinsky – de Pinsk, Belarus; Posner – de Posen, Alemanha;

    Prager – de Praga; Rappoport – do Porto, Itália; Rothenberg – da cidade de fortaleza vermelha na Alemanha; Shapiro – de Speyer, Alemanha ; Schlesinger – da Silésia , Alemanha ; Steinberg ; Unger – da Hungria; Vilner – de Vilna, Polónia / Lituânia; Wallach – de Bloch, derivado da palavra polaca para estrangeiro ; Warshauer / Warshavsky – de Varsóvia ; Wiener – de Viena; Weinberg .

    Derivados de profissão
    Ackerman – lavrador; Baker / Boker – padeiro; Blecher – funileiro; Fleisher / Fleishman / Katzoff / Metger – açougueiro; Cooperman – latoeiro; Drucker – prensa, Einstein – pedreiro; Farber – pintor / tintureiro ; Feinstein – joalheiro ; Fisher – pescador ; Forman – motorista / carroceiro ; Garber / Gerber – curtidor ; Glazer / Vidraceiro / Sklar – vidraceiro ; Goldstein – ourives ; Graber – escultor ; Kastner – marceneiro ; Kunstler – artista; Kramer – lojista ; Miller – Muller; Nagler – “torneiro mecânico”; Plotnick – carpinteiro ; Sandler / Shuster – sapateiro ; Schmidt / Kovalsky – ferreiro ; Shnitzer – escultor ; Silverstein – joalheiro ; Spielman – Jogador (músico ?); Stein / Steiner / Stone – joalheiro ; Wasserman – carregador de água/ encanador.

    Garfinkel / Garfunkel – comerciante de diamantes; Holzman / Holtz / Waldman – negociante de madeira; Kaufman – comerciante; Rokeach – comerciante de especiarias; Salzman – comerciante de sal; Seid / Seidman – comerciante de seda ; Tabachnik – vendedor; Tuchman – comerciante de tecidos ; Wachsman – vendedor de cera ou revendedor ; Wechsler / Halphan – cambista; Wollman – comerciante de lã; Zucker / Zuckerman – comerciante de açúcar .

    Kravitz / Portnoy / Schneider / Snyder – alfaiate; Nadelman / Nudelman – também alfaiate; Sher / Sherman – também alfaiate; Presser / Pressman – prensa ; Futterman / Kirshner / Kushner / Peltz – peleteiro ; Weber – tecelão.

    Aptheker – farmacêutico ; feldsher – cirurgião ; Bader / Teller – barbeiro.

    Relacionadas com o comércio de bebidas
    Bronfman / Marca / Brandler / Brenner – destilador; Braverman / Meltzer – cerveja ; Kabakoff / Krieger / taberneiro ; Geffen – comerciante de vinhos , Wine / Weinglass – comerciante de vinhos ; Weiner – A fabricante de vinho.

    Religiosos / Comunal

    Altshul / Althshuler – associado com a antiga sinagoga em Praga; Cantor / Kazan / Kantor / Spivack – cantor ou líder na sinagoga ; Feder / Federman / Schreiber – escriba ; Haver – de Haver ( oficial de justiça ); Klausner – rabino para pequena congregação ; Klopman – chama as pessoas para as orações da manhã batendo em suas persianas ; Lehrer / Malamud / Malmud – professor ; Rabin – rabino ( Rabinowitz – filho de rabino ); London – estudioso , a partir do lamden hebraico; Reznick – abatedor ritual ; Richter – juiz ; Sandek – padrinho ; Schechter / Schachter / Shuchter e etc – abatedor ritual do hebraico Shochet ; Shofer / Sofer / Schaeffer – escriba ; Shulman / Skolnick – coveiro; Spector – inspetor ou supervisor de escolas.

    Características pessoais

    Alter / Alterman – velho; Dreyfus- referindo-se a alguém que andava com uma bengala; Erlich – honesto, Frum – devoto; Gottleib – amante D-us , talvez referindo-se a alguém muito devoto ; Geller / Gelber – amarelo, talvez referindo-se a alguém com o cabelo louro ; Gross / Grossman – grande ; Gruber – grosseiro ou inculto ; Feifer / Pfeifer – assobiador (pimenta) ; Fried / Friedman – feliz; Hoch / Hochman :fazendeiro.. Langer / Langerman – alto ; Klein / Kleinman – pequeno ; Koenig – rei; Krauss – cacheados , como em cabelos cacheados ; Kurtz / Kurtzman – curto ; Reich / Reichman – rico ; Reisser – gigante ; Roth / Rothman – ruivo ; Roth / Rothbard – barba vermelha ; Shein / Schoen / Schoenman – bonita, bonito; Schwartz / Shwartzman / Charney – de pele escura, moreno ; Scharf / Scharfman – sharp , ou seja inteligente; Stark – a partir do Shtark em iídiche- forte ; Springer – pessoa animada , a partir do springen iídiche para pular .

    É comum entre todos os povos a tomar sobrenomes do reino animal. Baer / Berman / Beerman / Berkowitz / Beronson – urso; Adler – águia (pode derivar de referência para uma águia no Salmo 103:5 ); Einhorn – unicórnio ; Falk / Sokol / Sokolovksy – falcão ; Fink – tentilhão ; Fuchs / Liss – raposa ; Gelfand / Helfand – camelo ( tecnicamente significa elefante , mas foi usado para camelo também) ; Hecht – pique ; Hirschhorn – chifres de veado ; Karp – carpa ; Loeb – leão ; Ochs – boi; Strauss – avestruz (ou bouquet de flores ); Wachtel – codorna.

    Alguns judeus do norte europeu ou mantiveram a ou adotaram nomes judaicos tradicionais da Bíblia e do Talmud como sobrenomes. Os dois mais comuns são Cohen (equivalentes; Cohn, Kohn, Kahan, Kahn, Kaplan) e também Levi (equivalentes; Levy, Levini (e), Levinsky, Levitan, Levenson, Levitt, Lewin, Lewinsky, Lewinson (sohn)) não que fossem Sacerdotes, ou Levitas.

    Outros adotaram: Araão; Aaron – Aronson, Aronoff; Aser, Benjamin; David – Davis, Davies; Efraim: Ephraim – Fishl; Emanuel – Mendel; Isaac – Isaacs, Isaacson / Eisner; Jacó – Jacobs, Jacobsohn, Jacoby; Judá – Idelsohn, Udell, Idel, Yudelsohn; Mayer / Meyer; Menachem – Mann, Mendel; Rubens: Reuben – Rubin; Samuel – Samuelis, Zangwill; Simão; Simon – Schimmel; Salomão; Salomon, Zalman.

    Nomes Hebraico derivados do iídiche

    Lieb significa “leão” em iídiche. É a raiz de muitos sobrenomes asquenazitas , incluindo Liebowitz , Lefkowitz , Lebush, e Leon.

    Hirsch significa “veado” ou “gazela” em iídiche. É a raiz de muitos sobrenomes asquenazitas, incluindo Hirschfeld, Hirschbein / Hershkowitz (filho de Hirsch), Hertz / Hertzl, Herzel, Cerf, Hart, e Hartman.
    É a tradução iídiche da palavra hebraica para gazela: Tsvi . A gazela era o símbolo da tribo de Naftali.

    Taub significa “pomba” em iídiche. É a raiz do sobrenome Ashkenazes Tauber. Tauberbaum
    Lobo é a raiz dos sobrenomes asquenazitas Wolfson , Wouk e Volkovich . O lobo era o símbolo da tribo de Benjamim.

    Eckstein – e a palavra em Yidish para pedra angular , derivado do Salmo 118:22 .

    Margolin – hebraico para “Pérola ”

    Quando os judeus no Império Austro- Húngaro foram obrigados a ter sobrenomes, alguns escolheram os mais agradáveis aos olhos das autoridades.
    De acordo com a Enciclopédia YIVO, “Os nomes resultantes muitas vezes estão associados com a natureza e beleza. É muito plausível que as escolhas foram influenciados pelas tendências românticas geradas da cultura alemã na época.” Estes nomes são: Applebaum – macieira ; Birnbaum – pereira ; Buchsbaum – arvoredo, Kestenbaum – castanheira ; Kirschenbaum – cerejeira ; Mandelbaum – amendoeira; Nussbaum – arvore de nozes; Tannenbaum – abeto ; Teitelbaum – palmeira .

    Outros sobrenomes, escolhidos ou comprados, eram combinações com essas raízes: Blumen (flor), Fein (fino), louro verde, Lowen (leão), Rosen (rosa), Schoen / Schein (bonita) – combinado com berg ( morro ou montanha ), Thal (vale) , Blum (flor), Zweig ( grinalda) , Blatt, Blat (folha), Vald ou Wald ( bosques ) , feld (campo) como Feldermann .

    Sender / Saunders – veio de Alexander; Kagan – descendentes dos khazares, um povo de língua turca da Ásia Central; Kelman / Kalman – a partir do nome grego Kalonymous, a tradução grega do hebraico shem tov (bom nome), popular entre os judeus na era medieval na França e Itália; Marcus / Marx – do latim, referindo-se ao deus pagão Marte.

    Por fim, pode ter havido sobrenomes usados pelos judeus alterados ou abreviados por muitos motivos, de idioma e etc.

    Sabendo que foi no século 17 que se torram populares e obrigatórios.

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.