‘Para o judeu primeiro… ’

Home Fóruns Fórum Yeshua Chai Soando o Shofar ‘Para o judeu primeiro… ’

Este tópico contém 2 respostas, possui 2 vozes e foi atualizado pela última vez por  sofer 7 anos, 8 meses atrás.

Visualizando 3 posts - 1 até 3 (de 3 do total)
  • Autor
    Posts
  • #24624

    sofer
    Participante

    Muitas vezes não é o que é dito que importa, mas o que deixa de ser dito…
    Há uma suposição tácita na ‘cultura teológica cristã’ da maioria das denominações e correntes cristãs que Israel e o povo judeu são relativamente insignificantes para os cristãos (e pra D-us).

    Há pouca vontade e amor para a visão de Zion (Sião) e precisamente pouca atenção e ouvidos para as palavras dos profetas que prometeram repetidamente e repetidamente a consolação de Israel e um futuro glorioso e uma esperança e salvação para todo o Israel. (Romanos 11:26, Isaias 59.20-21; 27:9; Jeremias 31:33-34)

    Este é o proverbial “elefante branco” na sala de todas as igrejas cristãs institucionalizadas. Como foi dito antes; ‘o que você pensa sobre o Israel étnico e Zion (Sião) afetará todas as outras áreas de sua teologia, fé e espiritualidade’.

    Uma vez conheci um líder cristão protestante que acredita que o “verdadeiro Israel” são os cristão (presumivelmente como ele, evangélico) e que o Israel étnico pertence às poeiras da história… Segundo ele, no melhor possível Israel representa uma lição do que significa ser ‘excluído’ e ‘abandonado’ por D-us.
    Quando lembrei-lhe gentilmente que o próprio D-us escolheu revelar seu ‘Verbo’ ao mundo como um homem judeu que falava Hebraico e lia e estudava a Torá nas sinagogas na Judeia entre os sábios de Israel (Lucas 2:40), permaneceu impassível e começou a considerar-me como um herege de “teologia suspeita”.

    Como podem lideres e professores cristãos dogmaticamente assumirem que a Torá (que é a instrução de D-us) não é mais aplicável aos cristãos quando eles mesmos não estudam a Torá ou se preocupam em aprender o significado dos textos em Hebraico?
    Na verdade, como podem eles verdadeiramente apreenderem a linguagem do livro chamado ‘Novo Testamento’ quando eles claramente suprimem e ignoraram seu contexto dado por D-us?

    ‘Para o judeu primeiro… ’ (romanos 2:10) isso implica especialmente que a mensagem de amor do Messias destina-se para o povo judeu. Os cristãos que ignoram sua dívida espiritual para com o povo judeu e os tem como ‘inacessíveis’, ‘não salvos’ estão longe dos propósitos soberanos de D-us…
    Os lideres cristãos que rejeitam as incondicionais promessas de D-us dadas ao Israel étnico precisam repensar se eles estão servindo o S-nhor D-us de Israel – ou meros homens e suas pressuposições.

    Hoje Yeshua (Jesus) fala para muitos cristãos algo que Ele disse anteriormente para a Samaritana; ‘Vocês adoram o que não conhecem; Nós judeus adoramos o que sabemos, porque a salvação vem dos judeus’ (João 4:22).

    Como o Emissário Paulo ensinou:‘Dando sempre graças por tudo a nosso D-us e Pai, em nome de nosso Senhor Yeshua HaMashiach (Efésios 5:20)

    Yeshua (Jesus) é o rei dos judeus, que ama o povo judeu… A mensagem do evangelho foi proclamada primeiramente aos judeus, e na verdade, o plano de Geulá (salvação/redenção) fará um círculo completo e voltará para eles. Como o Messias disse; ‘Os primeiros deve ser os últimos e os últimos deve ser os primeiros. ’

    Para pastores e líderes cristãos que falam “na Igreja” e que pregam para multidões nas Igrejas todas as semanas e domingos, digo: é cruel fazer uma “filosofia” do ‘por que Israel ainda está no exílio’. Aprendam a Torah e sejam uma luz para o povo judeu… Equipem os membros e as novas gerações para saber o significado completo da salvação de D-us revelada nas Escrituras Sagradas, não apenas as partes que você achar palatável.
    E por favor, tome o tempo para estudar o hebraico bíblico. Como você pode possivelmente esperar interpretar o Novo Testamento, além de compreender corretamente o “Antigo Testamento”? (é como alguém querer construir uma casa pelo telhado)

    O Hebraico da Torá é a base e o contexto para a nova aliança inteira. Estudar grego koiné é insuficiente, uma vez que as palavras gregas da Septuaginta são traduções do original hebraico. ‘Lembre-se que não são vocês que apoiam a raiz, mas a raiz que oferece suporte a vocês’ (Romanos 11:18).

    Lembre-se de que o termo “Nova Aliança” (בְּרִית חֲדָשָׁה) é explicitamente mencionado apenas uma só vez nas Escrituras hebraicas (e está diretamente relacionada incondicionalmente à casa de Israel e não a gentios – Jeremias 31:31-34), e em outro lugar, encontramos uma declaração incondicional de amor eterno de D-us para com o povo judeu e a casa de Israel:
    ‘Assim diz Adonay (יהוה), que dá o sol para luz de dia e a ordem fixa da Lua e as estrelas para luz da noite, que agita o mar… – Adonay Tzevaot (יהוה צְבָאוֹת) é o nome dele: ‘se estas ordens fixas deixarem de existir…, declara Adonay, então deve a Semente de Israel (זֶרַע יִשְׂרָאֵל) deixa de ser uma nação (גּוֹי) diante de mim para sempre.’
    Assim diz Adonay: ‘Se os céus em cima puderem ser medidos, e os alicerces da terra embaixo puderem ser sondados, então eu rejeitarei os descendentes de Israel (זֶרַע יִשְׂרָאֵל), por tudo o que eles têm feito”, diz Adonay. – (Jeremias 31:35-36)

    De acordo com o grande profeta Jeremias, se você viu o sol brilhar hoje ou as estrelas no céu noturno, você pode ter certeza que a promessa de D-us para preservar a ‘descendência de Israel’ está em vigor, Israel não foi rejeitado e nem deixou de ser uma nação diante de D-us e todas suas promessas a semente de Israel – Zerá Israel (זֶרַע יִשְׂרָאֵל) serão cumpridas em sua totalidade .

    Na verdade, no mundo por vir (e na Eternidade), a Jerusalém celestial que descerá dos Céus sobre a Jerusalém terrena terá os nomes das doze tribos de Israel gravado com destaque em seus portões (apocalipse 21:12).

    Para os cristãos, gostaria de lembrar que embora seja possível que a Torá seja verdadeira e o novo testamento seja falso, é impossível para o novo testamento ser verdadeiro e a Torá ser falsa… Em outras palavras, o Novo Testamento pressupõe logicamente a verdade da Torá (e as Escrituras) e, portanto, estudar hebraico (e as raízes judaicas da sua fé) é a principal fonte para estudar grego do Novo Testamento. Leitura em contexto é um axioma para a correta interpretação.

    Nós dias de hoje estamos sendo varridos por demoníacas ideias encontradas nestas ‘teorias da conspiração’ onde atacam abertamente os Sionistas colocando-os como maléficos e detentores do mundo ou ‘senhores do mundo’, ‘donos de bancos’, ‘manipuladores da economia’, Pseudas afirmações de uma conspiração maçônica judaica para dominar o mundo e assim por diante, velhas e antigas táticas demoníacas antissemitas que hoje correm soltas nestas ‘teorias da conspiração’ e ‘illuminatis’ que não passam de velhas mentiras.

    David
    Apesar das condições difíceis de vida que ele passou, David se tornou repleto de exultação (gozo) e felicidade porque ele realmente acreditava e aceitava que D-us estava com ele em suas tzuris (tribulações).
    Portanto, ele escreveu; ‘Exultarei com grande alegria por teu amor, pois viste a minha aflição e conheceste a angústia da minha alma.
    Não me entregas te nas mãos dos meus inimigos; deste-me segurança e liberdade. (Salmo: 31:7-8)

    David encontrou conforto que ‘D-us vê e sabe’ os assuntos da sua vida (Êxodo 2:25), uma frase (וַיֵּדַעוַיַּרְא) que implica a íntima consciência de tudo que está acontecendo. “Vendo” refere-se ao âmbito exterior da aflição ou coação, Considerando que “saber” se refere ao âmbito interior do coração.

    A palavra ‘aflição’ (עֳנִי) refere-se à ‘pobreza interna’, opressão ou ‘pobreza de espírito’ (Mateus 5:3).
    A palavra significa “pressurizado”, do verbo Anah (עָנָה), que induz um estado de humilhação, ou de humildade (ou seja, Anavah: עֲנָוָה).
    Os ‘problemas da alma’ (צָרוֹת נַפְשִׁי) referem-se principalmente às lutas existenciais.

    Os primeiros sábios rabinos ensinavam; que a palavra ‘aflição’ (עֳנִי) implica que, embora D-us vê a pobreza da minha aprendizagem de Torah e a falta de minhas boas ações (obras), ele também sabe os problemas da minha alma, ou seja, meus pecados e limitações, como se diz, O S-nhor “quem sabe de cada praga do coração das pessoas” (1º Reis 8:38), e ainda apesar de tudo isso D-us ainda estende Sua graça e amor para mim. Este é claramente um retrato do amor gracioso de D-us para a vida.

    Quando D-us dá sua Hesed (Graça) sobre nós, ELE nos salva das mãos de nossos inimigos e nós iremos ‘exultar e alegramos’.

    Nota que a palavra ‘exultar’ – Agilah (אָגִילָה) significa dançar fazendo um círculo – Gilah (גִּילָה), ao que Rabi Hirsh (1808-1888 Alemanha) ensinava que isto está relacionada com a palavra Tzemichah (צְמִיחָה), que significa ‘Florescer’, como um círculo que vai ascendendo (relacionado com a idéia do Tzemach Tzadik, ou o Ramo Justo).

    A idéia parece ser que nós florescemos em beleza quando alegramos em D-us e na Sua salvação, O Messias.

    #24626

    Vaneide
    Membro

    Exatamente como eu penso!!! Concordo 100%!!

    Shabbat Shalom Beny. 😉

    #24628

    sofer
    Participante

    Shabat Shalom Vaneide…

Visualizando 3 posts - 1 até 3 (de 3 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.